Arroz com lentilha à moda árabe – Mjadra

Bom, esta é da minha vó, que é síria. Eu não sei a grafia correta do nome em árabe (se é que tem uma em português), então coloquei conforme o que entendi do que ela falava: Mjadra.

O prato é muito gostoso, mas para mim requer algum acompanhamento. Eu gosto de coalhada fresca, o que combina muito bem com muitos pratos árabes, mas sei de pessoas que não gostam. Homus também é uma opção (posto a receita depois).

Esta receita é um pouco menos ortodoxa que as outras, não tem quantidades exatas, por isso necessita de um pouco de prática. É mais fácil de fazer para quem sabe fazer arroz. Mas também não é nenhum bicho de sete cabeças.

RECEITA DE ARROZ COM LENTILHA À MODA ÁRABE – MJADRA

  • 1 copo de arroz
  • 1 copo de lentilha (aquela que normalmente se faz sopa)
  • cebola
  • azeite
  • temperos (sal, alho)

2 copos de arroz e de lentilha dá um montão de mjadra. Você pode preferir mudar a receita, basta que coloque a mesma quantidade de arroz e lentilha.

Refogue um pouco a lentilha, com sal e alho a gosto. Depois coloque água até cobrir e mais um pouco. Para os que precisam de medidas precisas, coloque uns 5 copos de água. Coloque mais água para esquentar numa panela em separado, porque você vai precisar.

eixe ferver até a lentilha ficar al dente (macia mas firme) e acrescente o arroz. Verifique o sal, provavelmente vai precisar de mais. Acrescente mais água quente até cobrir tudo e mais um pouco, mas não exagere. Aí não tem jeito, tem que ser no olho mesmo. De vez em quando verifique a panela e veja quanta água tem e se o arroz já está cozido (a lentilha já deverá estar). Se estiver secando e ainda não estiver cozido, ponha mais água. É preferível que o arroz cozinhe demais a de menos. Continue até cozinhar e secar, como arroz normal.

Aí vem o toque especial do artista! Corte meia cebola (ou mais, a gosto) em rodelas não muito grossas e frite-as em bastante azeite de oliva de boa qualidade (eu recomendo o Borges), até que fiquem bem douradas. Desligue e espalhe tudo, inclusive o azeite, sobre o mjadra na panela. Dá um sabor especial. Se por alguma razão você não puder/quiser pôr cebola, ponha só azeite. Se você pensa que não gosta de cebola, experimente esta antes de descartar da receita.

Requer um pouco de prática, mas eventualmente se aprende, e fica ótimo. Recomendo que não se sirva quente.

About these ads

63 thoughts on “Arroz com lentilha à moda árabe – Mjadra

  1. Pingback: Pizza! Forno e brasa. | Cozinha de casa

  2. Marlo e Goytá, vocês com suas receitas e comentários me deixaram maravilhada e ainda mais interessada em preparar essa receita. Já conhecia esse prato, but nunca me liguei nem mesmo do nome, chamava apenas de arroz com lentilhas rsrsrs Quanta cultura!!! Valeu!

  3. Pingback: Arroz com lentilha à moda árabe – Mjadra | DOMPIZABLOG

  4. Marlo, topei com um e-book com receitas de Jerusalém, escrito a quatro mãos por uma dupla improvável: um judeu israelense e um palestino muçulmano, ambos naturais da cidade, mas que só vieram a se conhecer depois que ambos emigraram para Londres. Lá, ignoraram todas as desavenças políticas, abriram um elogiado restaurante abrangendo a culinária riquíssima das muitas raças e religiões da sua cidade natal e depois lançaram um livro com as receitas, que foi o que me caiu às mãos. Cada coisa de dar água na boca, embora algumas sejam um tanto exóticas demais para o meu paladar e muitas levem especiarias malucas e outras coisas impossíveis de encontrar aqui – afinal, as receitas são originais, exatamente como são feitas lá, sem nenhuma adaptação. Mas há muita coisa que também se come na cozinha síria e libanesa, mostrando as raízes comuns dos povos do Oriente Médio (e a maioria delas os judeus também comem e têm sua própria maneira de preparar).

    Há no livro uma receita de mejadra (escrita assim no livro, com “e”) e por isto lembrei de comentar aqui. A versão do livro é bem mais elaborada e com várias diferenças da que chegou aqui ao Brasil – não sei se essas diferenças são da forma palestina de fazer, talvez diferente da que é feita na Síria e no Líbano, ou das concessões e adaptações que tiveram que ser feitas quando a receita chegou ao Brasil. Leva várias especiarias secas (sementes de cominho e coentro, canela em pó, açafrão-da-terra e dois tipos de pimenta) e também uma colherinha de açúcar – eles gostam com um toque adocicado. Metade do cozimento das lentilhas é feito com antecedência, o resto junto com o arroz (basmati, aquele arroz indiano cheirosíssimo e caríssimo aqui). A cebola frita leva um pouco de farinha de trigo para ficar mais crocante (não é empanada, é apenas salpicada de farinha, que é espalhada com as mãos). Curiosamente, para quem pensa que eles usam azeite para tudo, a cebola é frita em óleo comum (eles usam de girassol, mas acho que isso não faz muita diferença para o sabor), mas o arroz é refogado no azeite. E o toque mais diferente, que eu nunca tinha visto: na hora de servir, cada prato individual leva por cima uma colherada de iogurte natural (do tipo grego, aquele mais consistente) ou de molho de iogurte com pepino – e isso não é invenção deles, pelo que eles falaram isso é prática comum lá.

    O livro (em inglês) chama-se “Jerusalem, a Cookbook” e os autores são Yotam Ottolenghi (o judeu) e Sami Tamimi (o palestino). Os dois comiam mjadra (ou “mejadra”) em casa quando crianças, e nas duas casas era assim: com as especiarias, ligeiramente adocicada, picante e com a pelota de iogurte. Não sei se eu gostaria assim (acho que não), mas de toda forma, achei interessante e resolvi compartilhar aqui.

    • Goytá,

      como sempre uma dica interessantíssima e absolutamente pertinente. Muito bacana este livro, vou ficar atento a ele. Tenho, inclusive, um amigo em Londres, quem sabe ele não me consegue uma cópia?

      Quanto à receita do mejadra, achei muito interessante. Parece-me natural que as receitas percam as particularidades difíceis de encontrar no novo país dos imigrantes, ou talvez isso se some a algum regionalismo, diferenças que já existiam entre as versões síria, palestina e israelense. É também muito bacana ver que povos que em um lugar são naturalmente inimigos, em outro abandonam as desavenças e se unem pelas particularidades comuns. Bom, acho que nem faria sentido ser diferente, mas enfim.

      Achei ainda mais bacana ver que os dois autores comiam a mejadra (adotei esta grafia, já que minha vó nunca escreveu mesmo o nome do prato) com iogurte. Na minha casa é obrigatório que se coma o prato morno (no máximo) e com coalhada, que não passa de um iogurte mais consistente, como o grego mesmo. O molho com pepino também é uma iguaria que combina perfeitamente, o que é até uma ideia para um post aqui no Cozinha.

      Obrigado novamente pela sua participação!

      Marlo

      • Marlo, fiz a mejadra com a receita de Jerusalém, com algumas concessões (não achei pimenta-da-jamaica, também chamada de “allspice”, por exemplo). Ficou HORRÍVEL! Joguei fora a panela toda, pois vi que não ia aguentar comer. O que matou mesmo foi a tal semente de coentro. Eu detesto coentro, mas achei que a semente não seria a mesma coisa que a folha. De fato não é, não tem aquele gosto adstringente de percevejo esmagado da folha de coentro, mas ainda assim, tem um gosto extremamente enjoativo, canforado e adocicado ao mesmo tempo, e que fica HORAS na boca depois que você morde uma sementinha (o que é inevitável, com elas miudinhas misturadas no meio do arroz). A essência do coentro é tão forte e impregna os dentes de tal forma que não há dentifrício que resolva! Até deve ficar interessante num curry, por exemplo, mas muito bem pulverizada e na proporção de algo como uma colherinha de café para um quilo de curry. Qualquer dia destes, vou fazer a sua receita. Pode ser abrasileirada, mas sei que meu paladar vai gostar.

      • Hahahahaha… Impagável, Goytá! Adorei e achei perfeita sua descrição de coentro, eu também não gosto. Experimente a minha sim. Se é abrasileirada não sei, foi a única que conheci e era minha vó quem fazia (ela era síria), mas é boa sem dúvida!

  5. Estava querendo arrumar um jeito de comer lentilha na noite do Ano Novo porque reza a lenda que traz fartura, mas estava relutante em servir um prato tão quente neste calor. Aí me lembrei que como um arroz com lentilhas delicioso em um restaurante árabe e procurei a receita, principalmente pelas cebolas crocantes e douradas em cima. Testei e deu certo!!!! Obrigada, farei sucesso em minha ceia de Reveillon. Abraços

  6. Ahhh, igualzinho o que a minha avó fazia!!! Deu até uma emoção de ler! Parabéns pela iniciativa do site! Esse fim de semana mesmo farei. A minha avó deixava a lentilha de molho de um dia para o outro, e dava uma ligeira ferventada nas lentilhas para tirar o que ela dizia ser “um gosto um pouco amargo”. Vc faz algum tratamento prévio nas lentilhas?

    • Oi Ricardo,

      que bom que gostou. Minha intenção é esta mesmo, manter um registro destas receitas legais que aprendemos na vida.

      Eu não faço nenhum tratamento prévio nas lentilhas não, coloco direto na água.

      Abraço!

    • Elio,

      eu não abandonei, só tenho tido menos tempo para atualizar. Prometo voltar a fazê-lo com mais frequência.

      Obrigado pela preocupação!

      Marlo

  7. Fizemos ontem e ficou uma delicia. Resolvemos repetir hoje acrescentando massa “cabelo de Anjo” Vamos degustar na próxima hora.
    Obrigado

  8. Oi, Marlo! Irei fazer esta receita, agora pro ano novo. Adorei as dicas de todos. Há alguns dias eu comi este arroz com linguiça também e, pretendo usar bacon e amendoin, só pra dar um gostinho. Primeiro vou experimentar sem o amendoin, se ficar bom nem coloco. A dica de refogar a lentinha com alho antes e cozinhar juntos, é o pulo do gato.

    Feliz 2012!
    Abçs

  9. Adorei seu blog… Não tenho raizes libanesas mais amo tudo o que há de bom em culinarias e o seu arroz com lentilhas e simplismente fantasticcoooooo… Muito obrigado por compartilhar…. Boas Festas

  10. Boa tarde !
    Pessoal conheci hoje esse blog. Sou descendete de sirio libaneses parte materna, minha falecida mãe fazia exatamente igual.
    ACOMPANHAMENTO = salda de tomate com bastante vinagre e uma Kafta bem temperada.
    Um aviso, coloque almofadas no chão porque é prá comer de joelho.

  11. Oi Marlo!

    Obrigada por me responder.
    Bom, fiz o arroz exatamente como falei e aproveitei a dica da cebola fininha dourada no azeite por cima, ficou um escândalo, saborosíssimo. Tudo mundo amou e elogiou bastante. Teve até um convidado que me pediu a receita detalhadamente para fazer no próximo final de semana, chique né???

    Um abraço!

  12. Marlo,

    conheci seu blog hoje e coincidentemente amanhã terei que fazer este arroz num chá de panela que estou organizando para 120 pessoas. Eu pensei que levava bacon e castanha. Você já experimentou acrescentar estes ingredientes?
    Se sim, como ficou? Eu vou colocar pois, já comprei tudo, vamos ver no que vai dar…
    Aproveito para parabenizá-lo, adorei seu blog.
    Silvana.

  13. gostei da receita, fiz minha mãe sempre fazia mas eu não tinha a recieita hj. matei a saudade e relembrei os velhos tempos da comidinha da minha mãe obrigada

  14. Parabéns, é a melhor receita de arroz com lentilha…no meu caso eu coloco mais lentilha do que arroz! Fica muito bom tb…comida árabe é bom demais!

  15. Galera, fiz a receita do mjadra e ficou boa. Ao invés de cozinhar a lentinha antes de colocar o arroz, eu coloquei água fervente na lentilha e deixei descansar por uns 4 minutinhos. Assim quando refoguei arroz e lentilha juntos, esta já estava um pouco mais adiantada. Recomendo.
    Adorei as dicas, Obrigada!
    Sil

  16. Olá Marlo.
    Já havia feito antes a receita do Mjadra, mas não tinha saído com o mesmo gosto dos restaurantes, é que como imaginava, faltavam os “toques” de mestre, rss. Como o refogar a lentilha antes do cozimento. etc.
    Obrigadão e vou testar.

  17. Obrigado pela receita. Quando morava no Brasil, sempre ia no arabe da rua da Alfandega no Rio para comer Mjadra. Agora onde vivo ta dificil… mas sempre que vou ao Brasil, mato as saudades… Vou fazer agora e depois te conto…

  18. Não sou árabe, não tenho família árabe, nem libanesa, nem síria, nem nada parecido. Como podem ver pelo nome, a maior proximidade que tenho da região é a origem italiana ( e fica longe hein rs!!). Mas isso não é, de forma alguma, impeditivo para admirar, provar, saborear, copiar (porque não?) e curtir todas essas delícias. Um grande abraço e parabens ao Marlo pelas receitas deliciosas.

  19. Adorei suas receitas. Temos uns amigos que quando moramos em Manaus eles sempre nos convidavam para comermos arroz com lentilha, é uma delicia. Obrigada pelas receitas… um forte abraço
    Marilia Góes

  20. ESTA É UMA COMIDA DE VERÃO DE DEVE SER ACOMPANHADA COM;
    COALHADA DILUIDA EM AGUA 3/1 MAIS PEPINO EM PEDAÇOS E HORTELÃ TAMBEM BEM CORTADA AE QUISER UM POUCO DE SAL.

  21. oooooo delicia!!!!!!!!entrei aqui p aprender a fazer arroz c lentilha e aprendi tambem um monte de ceboinhas especiais deliciosas . to c agua na boca!!!!!meu marido e libanes e adora a comida da vo dele ( e eu tambem, hehe ) vou fazer td ate o gergilim!!!!!!!! valeu gente ! valeu marlo!!!!!¡ obrigada!! Shalom!!

  22. Eu adoro mjadra, mas embora eu faça um bom cozido de lentilhas (ou talvez justamente por isto), sempre quis saber como fazer na mjadra para a lentilha não dar um caldo espesso e virar um… cozido. Nas boas mjadras que comi, o arroz era branquinho, contrastando com o marrom-esverdeado das lentilhas. E sim, a cebola frita é “de rigueur”, e concordo que até os famosos “chatos da cebola” têm que rever suas posições neste caso! Vou experimentar fazer agora. Valeu! :-)

  23. Adorei todas as dicas, portanto quero passar para vocês uma também.
    Cebolas a milaneza:corte em rodelas , passe na gema e clara batidas, e passe no trigo e frite. BOM APETITE

  24. Coloque pimenta síria (se não tiver faça um mix entre pimenta do reino e canela em pó)… Fica uma delicia e coloque junto do arroz e lentilha para cozinhar.
    A cebola eu faço ela frita e caramelizada. Fica uma delicia e o povo adora.

    Corte 1 cebola em tiras finas (corte a cebola ao meio para facilitar), lave-as, escorra e reserve.Em uma panela coloque meia xicara de açúcar e meia xicara de água e deixe levantar fervura. Deixe alguns minutos e coloque as cebolas cortadas e escorridas.
    Mexa e deixe cozinhar até que evapore toda a água e as cebolas fiquem caramelizadas. Se precisar acrescente um pouco de agua para que as cebolas não fiquem todas grudadas feito “bala”.
    Coloque um pouco das cebolas carameladas por cima do arroz pronto e o restante em um potinho para ser servida a parte, pois as pessoas podem achar estranho a cebola doce, mas fica deliciosa.

    BOM APETITE

    • Disney, adorei a idéia da cebola caramelizada, já tive um restaurante de comida árabe aqui e as pessoas adoravam nossa m”jadra com a cebola frita que servíamos por cima do prato… mas dava muito trabalho pra ficar no ponto certo, entretanto agora com essa sua receita vai ficar ainda muito melhor… obrigada e uma abraço.

  25. Gosto do gergelim branco, da marca Estrela do oriente…
    Numa frigideira tefal, coloque APENAS o gergelim, seco; com um grafo de madeira, misture lentamente, em fogo baixo…assim, se preferir dourado, retire do fogo após 10 min; se gostar do gergelim torrado, espere mais 5 min e se preferir o queimado aguarde até que fiquem pretinhos.
    O segredo é que espere esfriar COMPLETAMENTE antes de colocar em potes ou vidros e manter sempre fechado para que se conserve crocante.
    Uso muito nas saladas de folha e dá um gostinho maravilhoso.

    Um forte abraço

    Rosângela Maluf

  26. Adoro cozinhar e amo arroz com lentilhas.

    Anota aí minha receita..

    Cozinhe a lentilha em uma caneca grande (al dente) . Reserve com a agua.

    Em uma panela coloque azeite (a mesma quantidade que seria de oleo para refogar o arroz)

    Refogue nela bastante cebola bem picadinha. Quando estiver dourada coloque o arroz e o refogue. A agua que vc coloca é aquela que vc reservou com as lentilhas….

    Fica delicioso!

  27. José,

    muito obrigado! Espero que se dê bem no seu intensivão!! hehe.. No que eu puder ajudar, ajudarei, conte comigo.

    Sobre o mjadra, é isso mesmo. Não tenha medo de tentar, com o tempo vc acerta o ponto.

    E mande sim as receitas, que eu postarei com prazer.

    Marlo

  28. Olá!

    Devo dizer que esse blog pra mim foi um achado! Ainda não garimpei muito as receitas, mas sendo a culinária árabe uma das minhas preferidas (isso se não for a nº1 rss) é uma imensa felicidade encontrar um lugar que ensine a fazê-las =))
    Tô tendo que fazer um “intensivão” de culinária por livre e espontânea pressão rss… já que no momento tenho que fazer minha própria comida. Só não entrei em pânico porque gosto de cozinhar hehe… acho que irei fazer visitas freqüentes por aqui =)

    Então, fiz o Mjadra! E deu certo aeeeee!! Ok, a lentilha poderia ter ficado um pouquinho mais macia, mas isso porque insisti em cozinhar junto com o arroz e não antes pra ser mais rápido e com medo que ficasse cozida de mais hehee…

    Quando eu tiver uma receita bacana mando procê (eu só não consegui descobrir ainda quem é você ehhe…).

    Abraço

    • Acabei de fazer e experimentar a receita. Eu nunca havia feito arroz com lentilha e achei prático e extremamente saboroso. Parabéns e obrigada. depois se quiser te envio a foto que tirei do pranto montado. Abr@ço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s